Dicas,  Europa,  Intercâmbio,  Planejamento,  Uncategorized

8 dicas de como se preparar para o intercâmbio

O intercambio é mais do que uma curso de inglês no exterior. Ao se mudar para um outro país toda sua vida muda e se preparar para isso é super importante para ter uma ótima experiência, aproveitando tudo que esse novo ambiente pode te proporcionar.

Listei algumas dicas que me ajudaram no meu intercâmbio de 1 ano na Irlanda e tenho certeza que vão te ajudar também:

  1. Estudar: Mesmo que o seu objetivo seja aprender inglês, é importante que você já chegue no país com o mínimo de conhecimento da língua. Quanto melhor o seu nível, maiores são as oportunidades de conhecer pessoas, lugares e conseguir um trabalho.

2. Conversar com outros intercambistas:

  • Que estão por la: você pode ler todos os blogs possíveis, mas nada melhor do que ter informações atualizadas do país com alguém que está por lá.
  • Que já foram: a experiência de quem já viveu fora do país sempre vai agregar e as dicas e concelhos são sempre válidos
  • Que estão se preparando para ir: conversar com pessoas que estão na mesma fase de preparação ajuda a diminuir a ansiedade. Qualquer troca de informação sobre intercambio só vai agregar e transformar sua experiência ainda mais prazerosa. Networking é a palavra chave.

 

  1. Passar mais tempo com a família e amigos: 1 ano longe das pessoas que você gosta não é tão fácil. O apoio deles antes e depois vai te fortalecer, tornando esse período mais tranquilo.

 

  1. Entender os procedimentos de imigração: Já soube de casos que o intercambista falou para o agente da imigração que ia estudar e trabalhar no país. O que aconteceu? Visto provisório recusado! Mesmo que você tenha decidido trabalhar, não mencione na entrevista com a imigração.

 

  1. Ler sobre a cultura do país: Imagina um gringo no Brasil que sabe sobre a nossa cultura e não fala só sobre bunda, futebol e praia. A mesma coisa acontece em outro país. A experiência do intercâmbio inclui entender e respeitar a cultura do país. Entenda os costumes, viva a diversidade e seja aberto a toda oportunidade para aprender nesse período.

 

  1. Segurança financeira
    • Todas as informações que você leu vão de ajudar saber das despesas e a calcular o custo de vida em outro país. Leve em consideração que:
      1. Você pode não conseguir emprego nos primeiros meses
      2. As cervejas que você toma no pub pesam no orçamento. Não to falando pra você não beber (até porque faz parte tomar uma e socializar com a galera) mas só toma cuidado e fica atento pra não gastar toda grana em bebida.
      3. Viagens pela Europa são atrativas, mas elas cabem no seu orçamento nos primeiros meses de viagem? Se não, seguro um pouco até conseguir um emprego e depois viaja muito!
    • Se você pretende utilizar ser cartão de crédito do Brasil, verifique se é necessário habilitar a função “internacional” para utiliza-lo em estabelecimentos ao redor do mundo.

 

  1. Resolver as pendências no Brasil: Acredito que você não queira receber um ligação das Casas Bahia, e-mail de cobrança ou que seu nome esteja no SCPC/SERASA, certo?! Certifique-se que todas as suas contas estão devidamente quitadas ou encaminhadas para que não haja dor de cabeça com coisas que geralmente você tem que estar pessoalmente para resolver.

 

  1. Ficar de olho no cambio: No ano que eu fiz o intercambio pra Irlanda, o euro tava R$2,50 (faz tempo) e hoje ta mais de R$ 4. Então, partir do momento que você decidir ir, acompanhe o câmbio e se possível veja a tendência para ver qual seria o melhor momento pra trocar a sua grana em cash ou no cartão travel Money.

Gostou? Deixe seus comentários, sugestões e dúvidas que vou ficar muito feliz em responder! =)

 

André Silva

André, 31 anos, cidadão do mundo. Apaixonado pelo novo. Sempre arruma tempo pra viajar e acredita que a coisa mais importante da vida é acreditar nos sonhos. Clique no nome para conhecer melhor o viajante!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Translate »