Dicas

A parceria entre Azul e Latam têm vantagens?

É um fato que todos os setores – tanto de produtos quanto de serviços – entraram em crise com a descoberta do Coronavírus. E não foi diferente no ramo da aviação. Parece inacreditável que duas concorrentes se tornaram parceiras em tempos de crise, mas é verdade. Dia 16 de junho, a parceria entre Azul e Latam foi anunciada: um acordo de compartilhamento de voos (codeshare) e dos seus programas de milhas durante a quarentena

Essa foi a forma que as companhias encontraram para otimizar sua estrutura e diminuir custos, mas isso vou falar mais para a frente deste artigo. A estratégia, que passa a valer partir de agosto, foi vista como benéfica pelas empresas. Mas, afinal, o que isso muda para nós, viajantes?

parceria-entre-azul-e-latam
Imagem: Melhores Destinos

O que significa a parceria entre Azul e da Latam?

Vamos começar esse tópico esclarecendo que essa parceria não se tornará uma fusão permanente das companhias, segundo John Rodgerson, presidente da Azul, em coletiva.

Em comunicado, a Latam explicou que o acordo de codeshare serve apenas para linhas domésticas, ou seja, voos nacionais, e que isso inclui – inicialmente – 50 rotas de/para Brasília (BSB), Belo Horizonte (CNF), Recife (REC), Porto Alegre (POA), Campinas (VCP), Curitiba (CWB) e São Paulo (GRU). Isso oferece a nós, clientes, novas oportunidades de conexão, já que alguns trechos feitos pela Azul não eram feitos pela Latam e vice-versa. 

Como isso funciona na prática?

Com essa junção das companhias, os bilhetes para check-in e despacho de bagagem serão compartilhados e estarão a venda a partir de agosto.

Já que a malha aérea e a frota de aeronaves da Azul e da Latam são complementares, a junção aumenta a oportunidade de trechos com essas companhias, além de expandir a demanda de passageiros em cada rota. Com apenas um despacho de bagagem e uma passagem (com conexão ou escala), será possível voar de Azul e de Latam em uma mesma viagem.

Outro benefício dessa fusão é o programa de milhagens, que funcionará de forma diferente. Agora, os 12 milhões de associados do programa TudoAzul e os 37 milhões de membros do Latam Pass podem escolher qual programa de pontos irá acumular as milhas de cada voo e, também, de qual companhia aérea irão resgatar os seus pontos.

A guerra entre essas companhias não vai mais existir, o que faz com que a oferta de voos seja diminuída e, consequentemente, a competição de horários vai diminuir. A Latam agora atenderá destinos regionais que antes não atendia, e a Azul vai poder levar seus passageiros para destinos internacionais.

Imagem: Melhores Destinos

Existem desvantagens nessa parceria?

Estava aqui pensando… Os custos serem menores para as empresas significa também que as passagens ficarão mais baratas? Afinal, a demanda de passageiros diminuiu. O público corporativo, muito presente na ponte aérea, vai diminuir também, considerando os cuidados que as empresas vêm tomando. Será que isso não fará o preço disparar?

Em 2003, a TAM e a Varig se uniram em codeshare também. Essa parceria surgiu após a demanda de viagens diminuir após os atentados terroristas de 11 de setembro, nos EUA. O acordo – que durou cerca de dois anos – buscava evitar que as duas empresas quebrassem, mas, para isso, o valor das passagens acabou aumentando significativamente. 

Isso significa que agora vai ser assim também? Não necessariamente. Naquele momento, o país não estava vivendo uma pandemia e os cuidados – fundamentais hoje – não eram os mesmos. 

Imagem: Pinterest

O fato é que o mercado aéreo volta a operar de forma gradativa nos próximos meses, então só isso poderá dizer quais as desvantagens que o codeshare da Azul e da Latam podem trazer a nós, passageiros.

Sei que todos nós estamos com saudades de viajar, mas lembre-se: o Coronavírus é um vírus extremamente contagioso e transmissível mesmo sem os sintomas aparentes. Portanto, é muito importante seguir as orientações do Ministério da Saúde e da OMS.

Avatar

26 anos, RP, se sente em casa em qualquer lugar. Acredita que ser positiva e sorrir pode abrir muitas portas pelo mundo, além de fazer bem pra alma. Do bate-volta ao mochilão, o importante é viver intensamente! Instagram @geovanna.k

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*