Histórias por aí

|Histórias por aí| Sobrevivi a um terremoto

Nome: Thiago Rocha
Site: www.vivawander.com
Instagram: @vivawander

Chegando na capita do Kosovo, Pristina, com minha querida companheira, de cara já fomos praticamente roubados quando o taxista nos cobrou 10 euros por uma corrida  que mais tarde descobrimos custar 2. Ao chegar no nosso Airbnb sentamos no sofá e pegamos os notebooks para começar a trabalhar. 

Passamos algumas horas trabalhando e arrumando as coisas pois iríamos passar 2 semanas. Em um instante, senti tudo chacoalhar e minha noiva perguntou se eu tinha sentido, falei que sim. 

Fui até a janela e vi que estava tendo uma obra no terreno ao lado.  Acreditei que a vibração tinha vindo de lá, principalmente por que a obra estava na fase da fundação  e geralmente causa vibrações nos edifícios ao redor.  

Passou alguns minutos e voltou em uma intensidade muito maior. A luminária balançava muito e minha noiva saiu correndo e gritando: “VAMOS VAMOS  É UM TERREMOTO“

Ela já tinha vivido isso em uma viagem com a família na Grécia e tinha a consciência que era necessário fugir do jeito que dava. 

O carioca aqui, que nunca nem tinha passado pela cabeça viver aquilo, levantou calmamente e foi procurar as câmeras, carregador do notebook, agenda e foi preparar uma mochila para fugir. Depois de uns minutos perdidos fazendo a Mochila, descemos correndo pelas E S C A D A S do prédio desesperados. Ao chegar no térreo , corremos para a rua e simplesmente só tinha eu e ela.

Acredito que as pessoas já estão acostumadas com tremores, mas foi incrível como parecia que estávamos em uma realidade paralela de todo o resto. 

Depois disso tudo, ainda passei por outro rápido e de menor intensidade em Zagreb, mas eu já estava deitado na cama e não tive muita reação. 

Então é isso galera, esse foi o relato do meu primeiro terremoto. Se algum dia vocês viverem isso, por favor não monte mochila e apenas corra (sem pegar elevador). 

Também quer contar sua história (veja todas) e aparecer por aqui? Manda um e-mail para euvouporai@gmail.com que vamos adorar publica-la!

André Silva

André, 33 anos, cidadão do mundo. Apaixonado pelo novo. Sempre arruma tempo pra viajar e acredita que a coisa mais importante da vida é acreditar nos sonhos. Clique no nome para conhecer melhor o viajante!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*