Inscreva-se na Semana Meu Mochilão da Vida

Evento inédito que vai te passar o caminho pra tirar do papel aquele sonho de viagem que sempre adiou

A arte de viajar o mundo gastando pouco e vivendo muito

Dias
Horas
Mins
Segs

Obs: Totalmente gratuito. Porém ficará no ar apenas durante a semana do evento

Guia de Viagem pela América do Sul

Guia de Viagem pela América do Sul

Planejando uma aventura incrível pela América do Sul? Este guia de viagem de mochilão oferece dicas e conselhos para ajudar a planejar e iniciar sua jornada. Vou cobrir desde “viajar pela América do Sul com pouco dinheiro” até “encontrar o melhor país da América Latina para mochilar”. A decisão de para onde ir na América do Sul pode ser difícil, então juntei tudo o que você precisa saber sobre viajar por aqui neste guia.

Sempre sonhei em mochilar pela América do Sul. Sempre tive fascínio por esse vasto continente. As Linhas de Nazca, os Andes, a diversidade de tradições culturais – tudo isso me encantava! As memórias que guardo dos dois meses que passei voluntariando e mochilando pela América do Sul são algumas das mais queridas que tenho dessa parte do mundo.

Há inúmeros lugares lindos para explorar e muitos pontos turísticos que rivalizam com destinos de mochila famosos como Tailândia e Vietnã. Combine isso com países menos caros como Peru, Equador e Bolívia e você tem um ótimo destino de mochilão. Pode levar vários meses para explorar tudo, especialmente se você se envolver em caminhadas, trilhas e na paisagem única!

Vamos começar: este é o guia definitivo de mochilão pela América do Sul!

Viajando Sozinho pela América do Sul

Por que viajar sozinho para a América do Sul? É uma das melhores regiões do mundo para se conectar com a cultura local. A América do Sul realmente oferece tudo o que um viajante solo pode querer.

Gosta de comida? Experimente o ceviche no Peru, as empanadas na Argentina e as coxinhas no Brasil.

Quer tirar ótimas fotos? Visite o Salar de Uyuni na Bolívia, o Glaciar Perito Moreno na Argentina, o Cotopaxi no Equador ou as Cavernas de Mármore no Chile.

Festeiro? Não perca o Rio de Janeiro, Buenos Aires e Montañita, no Equador.

Cidades coloniais fascinantes como Cuenca e Cuzco? As coloridas Montanhas Arco-Íris do Peru? As praias deslumbrantes no Equador? Pessoas maravilhosas? (Ei… Brasil e Argentina, estou falando de vocês!) A América do Sul tem tudo isso, além de dezenas de destinos que oferecem cada uma dessas coisas.

Além disso, saiba que é extremamente comum mochilar sozinho na América do Sul. Enquanto pode ser o único entre seus amigos que viajou sozinho, ninguém na América do Sul vai te olhar duas vezes por estar sozinho. Viajar sozinho pela América do Sul promete diversidade. Você vai desfrutar de muitas rotas incríveis de mochila pela América do Sul e ter muitas histórias para contar em casa. Apenas certifique-se de polir suas habilidades no idioma espanhol (ou português)!

Locomoção na América do Sul

Viajando de Ônibus na América do Sul

Viajar de ônibus pela América do Sul pode ser uma experiência única. Eles são baratos, relativamente confortáveis e permitem flexibilidade no seu itinerário.

Sem dúvida, a experiência de viagem de ônibus depende da empresa e da rota. Na maioria dos países da América do Sul, os ônibus mais caros têm banheiro a bordo e um carregador de bagagem. Eles geralmente ajudam a organizar sua bagagem de mão. Ônibus menores geralmente não têm banheiro, mas param em estações rodoviárias principais para pegar passageiros. Recomendo verificar isso antes de comprar o bilhete.

Apenas algumas empresas de ônibus fornecem lanches e bebidas. Então é prudente levar sua própria comida (e lenços de papel). A maioria dos ônibus de longa distância tem assentos reclináveis e ar-condicionado, o que pode ser uma benção e uma maldição. Os ônibus noturnos costumam ficar muito frios, então certifique-se de levar um saco de dormir ou um cobertor para se proteger do frio.

Em geral, as opções mais básicas têm ótimo custo-benefício em comparação com viagens de avião e caronas. Como não falo espanhol, mochilar com um orçamento e querer evitar golpes de viagem, os ônibus são facilmente o meio de transporte mais econômico que oferece segurança e confiabilidade.

Viajando de Avião na América do Sul

As viagens aéreas entre países na América do Sul são caras. Enquanto voar dentro de um país é mais barato, encontrar uma opção decente geralmente leva tempo e requer adaptação nos planos de viagem. Infelizmente, não há equivalentes de companhias aéreas de baixo custo como Nok Air ou AirAsia aqui. As companhias aéreas locais mantêm os preços em patamares mais altos porque o tráfego internacional de passageiros aqui é significativamente menor do que na Europa ou no Sudeste Asiático, o que eleva os preços.

A maioria das companhias aéreas de baixo custo opera dentro de determinados países, mas às vezes oferecem ofertas baratas para voos internacionais também. A VivaColombia, por exemplo, opera rotas entre Cartagena e Lima, além de Iquitos no Peru. A Argentinean Airlines também opera voos para a Europa (Alemanha, Croácia), Bolívia, Brasil e Colômbia. Enquanto a LATAM Airlines do Chile opera voos para diversos destinos no Brasil e no Chile. Além dessas operadoras, pode haver uma companhia aérea de baixo custo oferecendo voos baratos para o destino específico que você procura.

Trens na América do Sul

Os trens não são o principal meio de transporte na América do Sul. No entanto, existem várias rotas espetaculares voltadas para turistas. Estes incluem o Trem Andean Explorer entre Cuzco e Puno, o Vistadome de Cuzco a Machu Picchu e o Tren a Los Nubes na Argentina. Espere que esses tren s sejam mais caros do que outras formas de transporte, mas oferecem uma experiência de viagem única. Especialmente no Equador, onde parecem revitalizar o serviço ferroviário de passageiros.

É Seguro Viajar na América do Sul? A América do Sul é realmente perigosa?

Quando pus os pés no continente, começando pelo Rio de Janeiro, conheci muitos mochileiros vindos da Colômbia e da Bolívia a caminho do sul até Ushuaia, Argentina. Um casal da Itália passou três meses na América do Sul e teve a má experiência de terem suas mochilas e iPads roubados. Obviamente, ouvir isso não foi algo que eu queria. E fiquei com medo que algo assim pudesse acontecer comigo durante meus dois meses na América do Sul. Talvez algumas recomendações pessoais ajudem.

Independentemente do seu destino e itinerário, sugiro sempre cuidar de seus pertences. Ao ficar em albergues, use armários e nunca deixe suas coisas sem vigilância.

Ao viajar de ônibus público, coloque sua mochila com objetos de valor como passaporte, gadgets, cartões de crédito e dinheiro no seu colo. Nunca coloque suas coisas nos compartimentos superiores, no bagageiro ou mesmo embaixo do seu assento. Esses são os pontos cegos dentro do ônibus que ninguém monitorará, facilitando para os ladrões pegarem seus pertences de lá.

Se um estranho se aproximar, fingindo ser um funcionário do ônibus e pedir para você colocar sua mochila no compartimento superior acima do assento, ignore esse pedido. É um golpe comum no continente, especialmente no Equador. Por questões de segurança, use a mochila na frente quando o ônibus estiver lotado e em terminais de ônibus.

Como você já deve ter ouvido, estar atento ao seu entorno é muito importante. Com 12 países diferentes, cada um com preocupações específicas de segurança. Não ande sozinho pelo seu bairro após o anoitecer ou use aplicativos como EasyTaxi, Uber ou Laudrive se você for uma mochileira. Esteja atento aos batedores de carteira, viaje durante o dia, esconda suas coisas ao viajar de ônibus durante a noite e nunca exiba seus objetos de valor em público.

Provavelmente você ouviu muitas histórias de horror sobre golpes de viagem, roubos e até assassinatos que acontecem por toda a América Latina. Infelizmente, a América do Sul tem realmente uma má reputação. No entanto, depois de passar dois meses na América do Sul, a pior coisa que aconteceu foi alguém roubar meu carregador de iPhone (foi minha culpa).

Achei os locais hospitaleiros, amigáveis, acolhedores e extremamente prestativos se eu precisasse de algo. Em geral, use o bom senso e siga seus instintos para evitar problemas na América do Sul.

Orçamento para Mochilar pela América do Sul por 2 Meses

Quanto custa viajar para a América do Sul? Passei incríveis dois meses viajando pela América do Sul e rastreei cada dólar que gastei durante esse tempo. Passei duas semanas na Costa Atlântica, três semanas no sul do Brasil, Bolívia e áreas do interior. Além de três semanas me dirigindo para a Colômbia. Há muitos lugares incríveis para visitar e estou animado para compartilhar essa divisão de orçamento com meus leitores.

Honestamente, os custos de viajar pela América do Sul variam muito dependendo do seu itinerário, estilo de viagem e dos países em sua lista de desejos. Se você procura oportunidades de voluntariado na Bolívia, pode gastar tão pouco quanto $20 por dia. Mas este guia de viagem pela América do Sul assume um estilo de viagem com orçamento médio, não o máximo possível de economia.

Dar uma estimativa rápida como $50 por dia pode funcionar bem em países mais caros como Chile, Argentina e Peru. Países menos caros como Bolívia, Equador e Paraguai exigirão pelo menos $35 por dia. Viagens dos sonhos para as Ilhas Galápagos no Equador ou a trilha para Machu Picchu no Peru vão consumir uma grande parte do seu orçamento de mochila pela América do Sul. Mas essas são experiências únicas, para as quais você definitivamente deve fazer um orçamento, se puder.

Para fazer seu dólar render mais na América do Sul, recomendo verificar as taxas de câmbio e escolher o momento em que a moeda local estiver fraca. Isso ajudará você a ver mais e viajar por mais tempo. Também é sábio trazer dólares americanos suficientes que você possa facilmente trocar pela moeda local. Embora a maioria dos alojamentos ofereça a troca de dinheiro, raramente oferecerão a melhor taxa de câmbio.

Os cambistas de rua oferecem taxas muito melhores, mas você deve saber onde trocar dinheiro com segurança. Por exemplo, no Peru, você encontrará cambistas que trocam dólares e euros por soles peruanos. Eles são oficialmente registrados e oferecem as melhores taxas em Miraflores, Lima. Por questões de segurança, troque pequenas quantias de dinheiro com cambistas e use casas de câmbio quando precisar trocar quantias maiores.

Hospedagem e Acomodação: Hostels e Albergues na América do Sul

Os albergues e hostels são ótimas opções de acomodação para mochileiros na América do Sul. Eles são acessíveis, oferecem a chance de conhecer outros viajantes e geralmente têm funcionários que podem ajudar com dicas locais e informações sobre passeios.

Enquanto os quartos compartilhados são a escolha mais barata, também existem opções de quartos privados nos albergues, embora sejam um pouco mais caros. Os preços variam muito de acordo com a localização, comodidades oferecidas e a época do ano. Sempre é aconselhável reservar com antecedência durante a alta temporada ou em destinos muito populares.

Os albergues e hostels na América do Sul geralmente têm cozinhas compartilhadas, Wi-Fi e áreas sociais, o que proporciona oportunidades para conhecer outros viajantes. Muitos também oferecem excursões e atividades organizadas, como caminhadas, passeios pela cidade e outras experiências locais.

Camping na América do Sul

Se você é um amante da natureza e busca uma experiência mais próxima do ambiente natural, o camping pode ser uma ótima opção na América do Sul. Muitos lugares oferecem áreas de camping em locais espetaculares, desde praias deslumbrantes até áreas montanhosas incríveis.

O custo do camping varia de acordo com o local e a infraestrutura disponível. Alguns lugares têm estrutura completa, com chuveiros, banheiros e áreas para fogueiras, enquanto outros podem ser mais básicos. Sempre é bom verificar as regras e regulamentos do local onde planeja acampar e estar preparado para as condições climáticas específicas da região.

Comida e Bebida na América do Sul Culinária na América do Sul

A culinária sul-americana é rica e diversificada, variando de país para país. Cada nação tem seus pratos típicos e sabores únicos que refletem sua história, cultura e ingredientes locais. Aqui estão algumas iguarias para experimentar:

  • Ceviche (Peru): Peixe cru marinado em suco cítrico, temperado com pimenta e cebola.
  • Asado (Argentina e Uruguai): Churrasco grelhado em fogo aberto, geralmente incluindo cortes de carne suculenta.
  • Feijoada (Brasil): Ensopado de feijão preto com várias carnes, geralmente servido com arroz.
  • Empanadas (vários países): Pastéis recheados com carne, queijo ou outros ingredientes.
  • Ajiaco (Colômbia): Sopa espessa de frango, batatas e milho.
  • Churrasco (Brasil): Carne grelhada em espetos e servida com acompanhamentos variados.

Bebidas na América do Sul

A América do Sul oferece uma variedade de bebidas deliciosas e únicas. Algumas das mais populares incluem:

  • Pisco Sour (Peru/Chile): Um coquetel feito com pisco (aguardente de uva), suco de limão, clara de ovo e xarope simples.
  • Mate (Argentina/Uruguai): Uma infusão de erva-mate, uma erva típica da região, consumida quente ou fria.
  • Caipirinha (Brasil): Feita com cachaça, limão, açúcar e gelo, é uma bebida refrescante e popular no Brasil.
  • Chicha (vários países): Uma bebida fermentada feita de milho, que pode ter variações de acordo com a região.
  • Inca Kola (Peru): Um refrigerante de cor amarela brilhante com um sabor único e doce.
  • Vinho (vários países): Regiões como Argentina, Chile e Uruguai são conhecidas por seus vinhos de alta qualidade.

Atrações e Atividades na América do Sul: Aventura ao Ar Livre

A América do Sul é um paraíso para os amantes da natureza e aventureiros. Oferece uma ampla gama de atividades ao ar livre, incluindo:

  • Trilhas e Caminhadas: Desde a Trilha Inca até Machu Picchu no Peru até o Parque Nacional Torres del Paine no Chile, há inúmeras trilhas espetaculares para explorar.
  • Montanhismo: Os Andes oferecem muitas oportunidades para montanhismo e escalada.
  • Surfe: Destinos como Florianópolis no Brasil, Chicama no Peru e Montañita no Equador são ótimos para surfar.
  • Observação da Vida Selvagem: Visite as Ilhas Galápagos no Equador ou a Amazônia para experiências únicas de observação da vida selvagem.
  • Esportes Aquáticos: Mergulho, snorkeling e caiaque são populares em muitas áreas costeiras e ilhas.

Cultura e História

 América do Sul tem uma história rica e uma diversidade cultural fascinante. Alguns locais e atividades para explorar essa riqueza incluem:

  • Sítios Arqueológicos: Machu Picchu no Peru, as Linhas de Nazca e Tiwanaku na Bolívia são apenas alguns exemplos de sítios arqueológicos impressionantes.
  • Cidades Históricas: Cusco no Peru, Cartagena na Colômbia, Quito no Equador e Salvador no Brasil são cidades conhecidas por sua arquitetura colonial e história.
  • Festivais e Eventos: Carnaval no Brasil, o Festival de Tango em Buenos Aires e o Inti Raymi no Peru oferecem uma visão das tradições e celebrações locais.

MOCHILÃO PELO BRASIL

O Brasil é o maior país da América do Sul e uma visita ao continente não estaria completa sem passar algum tempo nesse país. Embora não seja o país mais barato por aqui, o Brasil é um desafio extremamente recompensador. O país abriga paisagens verdadeiramente deslumbrantes e inúmeras trilhas para caminhadas (sim! Trilhas para caminhadas!) espalhadas por todo o território.

Fazer um mochilão pelo Brasil oferece a oportunidade de experimentar praias lendárias, pessoas incríveis, o carnaval em fevereiro e festas como você nunca viu, além de paisagens que fariam até o mochileiro mais experiente dizer: “Puxa, como isso é real?”

MOCHILÃO PELA ARGENTINA

O país é conhecido por suas empanadas, vinho tinto, churrasco, tradições gaúchas e dança de tango. Tem a única área natural intocada na América do Sul: a Patagônia. Fazer um mochilão pela Argentina e explorar seus muitos tesouros leva tempo e pode ser uma tarefa desafiadora se decidir viajar principalmente de ônibus (ainda a melhor escolha para mochileiros).

Se não tiver 2 meses para viajar pela Argentina, pode ser sábio focar em uma única região ou pegar alguns voos internos mais caros. Claro, sempre há a chance de burlar as companhias aéreas e economizar algum dinheiro. Reserve seus voos com bastante antecedência, pois muitas vezes podem ser mais baratos do que os ônibus. Vale a pena passar tempo em cada parte da Argentina para apreciar sua diversidade em vez de correr para ver tudo.

MOCHILÃO PELO PERU

Sei no que você está pensando agora! Machu Picchu, certo? De fato, muitos mochileiros visitam o país apenas para ver essa magnífica cidade escondida nas montanhas. Mas há muito mais no Peru do que Machu Picchu. Existem muitas outras civilizações pré-incas, que deixaram sua marca no Peru. Das misteriosas Linhas de Nazca às ruínas de Chan Chan e Chachapoyas. O Peru obviamente agrada aos amantes da história e da cultura.

Os apreciadores da gastronomia encontrarão muitas opções aqui para deliciar seus paladares. Desde o prato peruano clássico chamado ceviche até lomo saltado e chifa, a culinária peruana é excepcional.

Devido à sua proximidade com os Andes, há muitas trilhas de dificuldade moderada a difícil. Se tiver pelo menos 4 dias no Peru, recomendo visitar a Montanha Colorida, Huayna Picchu, Laguna 69 em Huaraz e o Canyon del Colca. Essas trilhas têm dificuldade moderada, então não precisará de equipamento especial. No entanto, a aclimatação é absolutamente essencial antes da caminhada!

Ah, mais uma coisa! Considere fazer uma trilha Salkantay de 5 dias até Machu Picchu. É uma alternativa agradável, mais barata e mais cênica para a Trilha Inca, na minha opinião. O Peru também possui cidades coloniais fascinantes, como Cuenca e Cusco, esta última sendo a cidade de entrada para Machu Picchu.

MOCHILÃO PELO CHILE

Como já mencionei antes, o Chile não é o país mais barato para visitar no continente. No entanto, com suas paisagens naturais que vão desde o deserto extremamente seco do Atacama até vulcões historicamente ativos, bem como a cordilheira mais alta fora da Ásia, o Chile é sem dúvida um dos lugares mais impressionantes para visitar na América do Sul.

Assim como a Argentina, a Patagônia chilena é um paraíso para caminhantes e aventureiros. Leva algum tempo e dinheiro para chegar à Patagônia, mas a viagem vale bem o esforço. Experimentar alguns dos últimos lugares verdadeiramente selvagens do mundo é uma sensação indescritível que só se pode sentir saindo e fazendo isso.

Gostaria de ter mais tempo para ver todos os destaques que o Chile tem a oferecer. Agora, este país é uma grande lacuna em minha viagem de mochilão pela América do Sul. Esse fato me faz querer retornar para ver mais e experimentar atividades ao ar livre, degustações de vinho, vulcões e desertos, e a remota ilha de Rapa Nui (Ilha de Páscoa) de uma perspectiva mais local!

MOCHILÃO PELA BOLÍVIA

Na minha opinião, a Bolívia é um destino muito subestimado para visitar na América do Sul. Com mais de 30 grupos étnicos nativos vivendo aqui e inúmeras culturas estrangeiras influenciando a cultura local, a Bolívia é um mosaico de cultura e tradições. Espere por habitantes hospitaleiros, paisagens icônicas do deserto de sal, paisagens de montanhas incríveis e preços acessíveis para mochileiros. Na verdade, a Bolívia pode ser o país mais barato da América do Sul para mochileiros.

É possível viajar pela Bolívia com um orçamento diário de apenas $25-35 e até menos se procurar nos lugares certos. A Bolívia oferece muitas atividades extremas e emocionantes, incluindo a Estrada da Morte, que essencialmente é uma estrada montanhosa em que as pessoas descem de bicicleta até o fundo em alta velocidade. O percurso tem pelo menos 43 milhas e é uma descida reta, daí ser conhecida como “Estrada da Morte”. Existem várias trilhas populares pelos Andes bolivianos. Então, se você é um caminhante ávido como eu, considere fazer a Trilha El Choro ou a Caminhada Muela del Diablo. Leve um bom saco de dormir, pois as temperaturas podem cair abaixo de zero à noite.

Muitos mochileiros viajam para a Bolívia pelo Salar de Uyuni, Valle de la Luna (Vale da Lua), a apenas 10 quilômetros do centro de La Paz, e pelo misterioso Lago Titicaca que se tornou excessivamente turístico. Mas ainda assim, vale a pena visitar.

MOCHILÃO PELO EQUADOR

O Equador não pode se orgulhar de ter tantos voos diretos da Europa como a Argentina ou o Brasil, mas o país certamente não carece de diversidade ou coisas incríveis para fazer. Situado bem na linha do equador, o Equador é conhecido por sua paisagem natural incomparável, pelas mundialmente famosas Ilhas Galápagos e pelas enormes montanhas cobertas de neve, aprimoradas por uma deslumbrante costa marítima. Você também encontrará um rico patrimônio indígena no Equador e uma magnífica arquitetura colonial na capital, Quito.

Você pode passar semanas ou meses explorando a costa equatoriana antes de seguir para as montanhas dos Andes e vice-versa. Se tiver um dinheiro extra no seu orçamento, pode organizar uma viagem de barco para as Ilhas Galápagos para avistar a vida selvagem e a natureza. Ir para lá não é barato, então prepare-se para gastar seu dinheiro suado!

Também, se tomar sol ou surfar é o seu forte, siga para a costa para aprimorar seu surf ou aprender a surfar. Cidades como Montañita e Canoa são famosas pelas praias de surfe e pelos pontos de festa.

Dicas de Viagem e Etiqueta: Etiqueta Cultural e Comportamento

Respeitar e compreender a cultura local é essencial ao viajar pela América do Sul. Algumas dicas importantes incluem:

  • Respeito às Tradições Locais: Ao visitar locais religiosos ou participar de eventos culturais, é importante vestir-se adequadamente e seguir as práticas locais.
  • Cumprimentar e Interagir: Cumprimentar as pessoas na língua local, mostrar interesse pela cultura e aprender algumas frases básicas pode fazer uma grande diferença na interação com os moradores locais.
  • Propina (Gorjeta): Em alguns países, a gorjeta é esperada em restaurantes e serviços. Verifique as práticas locais sobre gorjetas para evitar mal-entendidos.
  • Segurança Pessoal: Mantenha-se informado sobre as áreas seguras e evite exibir objetos de valor em locais públicos.

Planejamento e Preparação: Documentos Necessários

  • Passaporte e Visto: Verifique os requisitos de visto para cada país que pretende visitar e certifique-se de ter um passaporte válido.
  • Vacinas e Saúde: Alguns países exigem certas vacinas, portanto, consulte um médico e verifique as vacinas necessárias para sua viagem. Leve consigo um kit básico de primeiros socorros.
  • Seguro de Viagem: Considerar a obtenção de um seguro de viagem que cubra despesas médicas, cancelamentos de voos e perda de bagagem.

Segurança e Bem-Estar

Viajar com segurança é crucial para uma experiência positiva na América do Sul:

  • Segurança Pessoal: Mantenha-se alerta e atento aos arredores, especialmente em áreas movimentadas e à noite. Evite exibir objetos de valor.
  • Cuidados de Saúde: Beba água engarrafada, evite alimentos de rua duvidosos e proteja-se contra picadas de insetos.
  • Comunicação e Contato: Mantenha alguém informado sobre seus planos de viagem, mantenha os números de emergência à mão e tenha um telefone ou dispositivo de comunicação disponível.

Conclusão e Reflexão Pessoal

Viajar pela América do Sul é uma jornada emocionante, repleta de aventuras, paisagens deslumbrantes e uma rica diversidade cultural. Cada país oferece uma experiência única, desde as majestosas montanhas dos Andes até as praias deslumbrantes e a rica história das cidades coloniais.

Independentemente de onde você vá ou do que faça, a chave para uma viagem bem-sucedida é a abertura para novas experiências, o respeito pelas culturas locais e a disposição para se adaptar a situações diferentes.

Espero que este guia tenha sido útil para planejar sua viagem ou, pelo menos, tenha despertado o seu desejo de explorar as maravilhas da América do Sul! Se tiver mais dúvidas ou precisar de informações adicionais, estou aqui para ajudar. Boa viagem!

Se houver algo mais que eu possa fazer por você ou se tiver mais alguma pergunta sobre viagens ou outros assuntos, não hesite em me chamar!

Você pode gostar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

viaje mais pelo mundo:

Mais buscados

[VISA]-GettyImages-1168351566
Conta NOMAD: Tudo que você precisa saber sobre a conta global
mapa-mundi-colorido
Cidadania e Viagens: Entenda Como Uma Influencia a Outra
planejamento-de-viagem-no-mapa
Guia Básico sobre Cidadania Dupla: O que Você Precisa Saber
pexels-lorraine-kinnear-4869041
Guia de Viagem pela América do Sul
image-9
Guia de Viagem pelo Sudeste Asiático
20180218_084700
Quanto Custa Fazer um Mochilão na América Latina? Guia Completo para uma Viagem Inesquecível