Dicas

15 países com visto para nômades digitais

Antes de tudo, expliquemos: o que é um nômade digital? Bom, basicamente, é alguém que tem como estilo de vida a viagem e o trabalho digital, ou seja, alguém que está sempre viajando e trabalhando de forma online nos lugares em que fica temporariamente. Por isso, conhecer países com visto para nômades digitais é algo bastante interessante.

Já que, para ser um nômade digital, basta possuir seu próprio equipamento de trabalho e ter acesso à internet, seja lá onde for. Você pode ler um artigo completo sobre o assunto, inclusive conhecer as vantagens de ser este tipo de profissional, no artigo: Nômade digital: O que é? Como se tornar um?

Explicada essa parte, falemos sobre o visto, que é o documento necessário para entrar no território de outros países. Há um visto específico para cada objetivo – um se você for turista, outro se estiver no país para fazer negócio -, mas até pouco tempo atrás não havia visto específico para nômades digitais. 

É recentemente, nos últimos anos, que tem surgido essa nova categoria de vistos. Logo abaixo, vai uma lista com esse diferencial: 15 países com visto para nômades digitais. Aproveite e boa leitura!

Os 15 países com visto para nômade digital

Esses são alguns dos países que já identificam o nomadismo digital como algo importante para suas economias locais, e por isso integraram os tais nômades tecnológicos nas suas leis. Sobre eles, diremos o preço e alguns requisitos para que possa conseguir o visto. Está inspirado para viajar? Então vamos lá e conheça abaixo 15 países com visto para nômades digitais

Costa Rica

Boa parte de sua riqueza está nas lindas paisagens, recheadas de puro verde e azul. A Costa Rica é uma ótima promessa de deslumbramento, e agora possui o visto para rentista, permitindo que estes permaneçam no país por até dois anos. 

Preço

Pagamento de R$ 50 e mais US$ 1,25 e US$ 2,50 por cada página que for apresentada com o pedido de residência.

Requisitos

  • O passaporte, que será igualmente preciso em todas as viagens internacionais;
  • Renda mensal de pelo menos US$ 2.500, durante os dois anos na Costa Rica;
  • Carta de solicitação, informando suas razões para residir temporariamente no país.

Conheça outros requisitos acessando o site oficial da Embaixada.

Cabo Verde

As praias de água límpida com tons de azul-esverdeado são grandes atrativos neste país do continente africano. Na verdade, trata-se de um arquipélago, ou seja, são várias ilhas que formam uma só nação. 

O Programa de Trabalho Remoto de Cabo Verde possibilita permanência no país por até um ano. São seis meses de estadia e mais seis se o visto for renovado. 

Preço

Para a inscrição, paga-se €20 por pessoa, e mais uma taxa de €34, paga numa única vez, quando desembarcar no aeroporto. 

Requisitos 

  • Comprovante de renda mensal, nos últimos seis meses, de no mínimo €1.500, se for uma pessoa, ou de €2.700, se for uma família; 
  • Comprovante de seguro de saúde durante o tempo de estadia no país; 
  • Comprovante de que trabalha para uma empresa remota que não faz parte de Cabo Verde.

Bermudas

As ilhas Bermudas são famosíssimas pelos seus mares claros e calmos, ideais para relaxar. O arquipélago é formado por sete ilhas principais e mais de uma centena de ilhotas de corais. Certamente, há muito para ver, e você poderá permanecer até um ano na região com o visto Work From Bermuda

Preço

Pagamento de US$ 263 dólares para inscrição. 

Requisitos 

  • Comprovante de que trabalha para uma empresa remota que não faz parte das Bermudas;
  • Comprovante de seguro de saúde durante o tempo de estadia no país; 
  • Documento de antecedentes criminais. 

Barbados

A ilha caribenha de Barbados é conhecida por suas estadias de luxo, suas construções exuberantes e milionárias, mas também por suas praias cravejadas de palmeiras, com bela vista para o mar verde-azul. O visto Barbados Welcome Stamp permite que trabalhadores remotos permaneçam até 12 meses na ilha. 

Preço

Individual, US$ 2.000, e para família, US$ 3.000 dólares. Garanta seu dinheiro para esta.

Requisitos   

  • Renda anual de pelo menos US$ 50.000 nos 12 meses de viagem; 
  • Foto do tamanho e da página de dados biológicos do passaporte do candidato (e da família, se for o caso);
  • Comprovante das relações entre o candidato e família, se ela estiver junto. 

Bahamas

Arquipélago de ilhas do Caribe, Bahamas tem ar paradisíaco e oferece aos turistas muitos resorts chiques. Para os nômades digitais, talvez não tenham tempo de visitar tudo, mas com o The Bahamas Extended Access Travel Stay, seu trabalho e estadia podem durar um ano por lá.

Preço 

Pagamento de US$ 25 para inscrição e mais US$ 1.000 se for aprovado o pedido. Para cada dependente do candidato, taxa extra de US$ 500 dólares. 

Requisitos 

  • Comprovante de que trabalha para uma empresa remota que não faz parte das Bahamas;
  • Comprovante de seguro de saúde durante o tempo de estadia no país. 

Antígua e Barbuda

Localizado no encontro entre o Atlântico e o Mar do Caribe, esse país é famoso por suas florestas tropicais, resorts e belas praias de coral. No ano de 2020, trouxe para os nômades digitais uma ótima chance: o Nomad Digital Residence Program, que permite estadia na ilha por dois anos aos trabalhadores digitais. 

Para os brasileiros que quiserem ficar um tempo menor, de até 30 dias, não é necessário visto. 

Preço

Pagamento de US$ 1.500 na taxa de inscrição individual, US$ 2.000 se for um casal e US$ 3.000 se a viagem for para família com três ou mais integrantes. 

Requisitos 

  • Renda anual de pelo menos US$ 50.000 nos dois anos de viagem;
  • Comprovante de que trabalha para uma empresa remota fora das ilhas do Caribe;
  • Comprovante de seguro de saúde durante o tempo de estadia no país;
  • Documento de antecedentes criminais.

Alemanha

Um dos principais países da Europa e mais um entre os nossos 15 países com visto para nômades digitais. Quem nunca se surpreendeu com o linguajar alemão? Se você trabalha em regime de home office e quer conhecer essa nação tão importante da nossa história, já pode pegar o seu visto: o Freiberufler.  

Preço

Pagamento de €60 na solicitação de visto para autônomo, e €140 para autorização de residência.

Requisitos 

  • Carta de apresentação e recomendação profissional;
  • Comprovante de meios de subsistência;
  • Comprovante de seguro de saúde durante o tempo de estadia no país.

Clique no seguinte link para ver os outros requisitos

Espanha

Recheada de grandiosas construções, como o Aqueduto de Segóvia e o Palácio Real em Madrid, a Espanha não deixa a desejar, e seu castelhano, até para os leigos, lhes é familiar – isto porque o português tem origem na mesma raíz da língua espanhola. O visto de trabalho autônomo será necessário para a estadia de um ano. 

Preço

Pagamento de €60 na taxa de inscrição. 

Requisitos 

  • Renda mensal mínima de €2.151;
  • Comprovante de que trabalha para uma empresa remota fora da Espanha;
  • Comprovante de seguro de saúde durante o tempo de estadia no país;
  • Documento de antecedentes criminais. 

Estônia

Inovadora no mundo, a Estônia foi o primeiro país a criar um visto destinado aos nômades digitais, chamado de Digital Nomad Visa

Preço

Pagamento de €80 no visto de seis meses de estadia, e €100 para permanência de um ano.

Requisitos 

  • Renda mensal mínima de €3.504 nos últimos seis meses; 
  • Comprovante de que trabalha para uma empresa remota fora da Estônia;
  • Comprovante de seguro de saúde durante o tempo de estadia no país;
  • Documento de antecedentes criminais. 

Emirados Árabes

Localizado no Oriente Médio, estão os Emirados Árabes, e dentro dessa nação se encontra Dubai, uma das cidades mais avançadas no que se refere à arquitetura ultramoderna. O luxo e a vida noturna são coisas muito presentes na capital. Para permanecer um ano por lá, existe o One-Year Virtual Working Program.

Preço

Pagamento total de US$ 611 dólares.

Requisitos 

  • Renda mensal mínima de US$ 5.000, com extrato bancário dos últimos três meses, recibo de vencimento do último mês e comprovante de trabalho; 
  • Comprovante de que trabalha para uma empresa remota fora dos Emirados Árabes, com contrato de pelo menos um ano; 
  • Comprovante de seguro de saúde durante o tempo de estadia no país.

Geórgia

Um povo cheio de hospitalidade e preços baixos são duas vantagens para qualquer lugar, e a Geórgia tem ambos, além de belas cidades e caprichada culinária. Possui um programa específico chamado Remotely from Georgia

Além do mais, devemos dizer que esse país é um caso especial da nossa lista, pois oferece diferentes tipos de visto, mas também descarta a necessidade deles em determinados casos. Siga o link e veja se você precisa do visto. 

Preço

Isenção de taxa para viajantes brasileiros.

Requisitos 

  • Renda mensal de pelo menos US$ 2.000 dólares;
  • Comprovante de que trabalha para uma empresa remota fora da Geórgia;
  • Comprovante de seguro de saúde durante o tempo de estadia no país.

Islândia

País nórdico, gelado, mas com vulcões e fontes termais. Além disso, tem uma das mais belas atrações naturais do mundo: a aurora boreal, que aparece em determinados períodos do ano. O programa Work in Iceland garante estadia por seis meses aos nômades digitais.

Preço

Pagamento de US$ 60 na taxa de inscrição e mais US$ 43 no processamento do passaporte.

Requisitos 

  • Rendimento anual mínimo de US$ 88 mil dólares; 
  • Comprovante de que trabalha para uma empresa remota fora da Islândia;
  • Nos últimos 12 meses, não ter tirado visto de longa duração para ficar no país.
  • Comprovante de seguro de saúde durante o tempo de estadia no país;

México

Entre suas paisagens, montanhas, selvas e áreas desérticas. O México abre as portas para os brasileiros, que podem permanecer por lá durante seis meses e sem precisar de visto. Mas também possui visto de um ano para residentes temporários.  

Preço

Pagamento de US$ 254 dólares na taxa de inscrição.

Requisitos 

  • Renda mensal mínima de US$ 1.620 nos últimos seis meses, ou extrato bancário com valor mínimo de US$ 27.000 na conta;
  • Comprovante de que trabalha para uma empresa remota fora do México.

Malta

Este arquipélago do Mediterrâneo europeu é conhecido pelas cidades históricas, governadas, no passar do tempo, por diversos povos, mas também ganham destaque sua paisagem natural de mares esverdeados e grandes rochas. Com boa cobertura de internet pela ilha, basta conseguir o Nomad Residence Permit, para estadia de até um ano no país.

Preço

Pagamento de €300 na taxa de inscrição. 

Requisitos  

  • Comprovante de que trabalha para uma empresa remota fora de Malta;
  • Renda mensal mínima de €2.700 euros; 
  • Comprovante de seguro de saúde durante o tempo de estadia no país;
  • Comprovante de moradia durante o tempo de residência;
  • Documento de antecedentes criminais. 

Portugal

Uma das maiores vantagens de ir para Portugal é que não se sentirá perdido na questão da língua, é claro. O país permite residência temporária para trabalhadores independentes, exigindo para isso o visto chamado D2. 

Clique no link a seguir e veja as informações completas sobre o visto para Portugal.

Preço

Pagamento de €83 euros na taxa de inscrição.

Requisitos 

  • Comprovante de meios de subsistência;
  • Documento de antecedentes criminais. 
  • Comprovante de alojamento em Portugal;
  • Comprovante de seguro de saúde durante o tempo de estadia no país;

Recomendações para trabalhar como nômade digital

Agora que listamos 15 países com visto para nômades digitais, e alguns de seus principais requisitos para conseguir a passagem legal, cabe fazer algumas pequenas, mas importantes, recomendações. 

Primeiro, é necessário que faça a verificação completa de todos os requisitos nos sites oficiais das embaixadas ou nas páginas dos próprios países citados, para que veja toda a documentação que não pudemos colocar aqui. Se as viagens nacionais não exigem tanto, as internacionais não deixam por menos!

Segundo, sempre faça um bom planejamento para qualquer viagem distante ou fora do Brasil. Os imprevistos são muitos, e justamente por isso é que precisamos ter o plano B e o C, caso o primeiro falhe. Levemos conosco nosso próprio seguro viagem.

Terceiro, garanta-se como autônomo antes de partir. Você irá viajar, mas precisará continuar trabalhando para manter a renda, caso não tenha já um bom depósito na conta. Isso significa que é melhor estar com os clientes em dia do que procurá-los na hora do aperto. Aliás, para diminuir o aperto, encontre um voo barato.

O aparelho de trabalho

Além da mochila, você levará seu instrumento de trabalho para a viagem, é certo. Por isso, jamais esqueça do que ele precisa para funcionar bem. Pode ser que tenha alguma dificuldade em achar lugares específicos para conserto tecnológico em diferentes países.

O mais seguro, nesse caso, é ter a prudência de fazer verificações e manutenção nos seus aparelhos antes de ir viajar. 

Ah, e pode ser bom equipar um dos seus aparelhos com o Google Travel.

Conexão com a internet

Antes que nos esqueçamos, se você deseja fazer o trabalho de forma remota, isto é, online, então vai precisar, claro, de internet. Isso quer dizer que é bom pesquisar sobre a cobertura de internet nos locais onde pretende ir. Um bom hostel não dispensa a conexão.

Se a conexão online não estiver disponível, ou se, estando disponível, for péssima, então é melhor repensar o seu local de destino. 

Alguns países possuem boa estrutura para nômades digitais e informam isso de antemão em seus sites. É bom estar ciente dessas informações.

Gostou do nosso artigo sobre países com visto para nômades digitais. Então, agora basta aproveitar a estadia, bom trabalho, e divirta-se!

Abaixo, artigos nossos que podem te interessar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*