Dicas,  Passagens aéreas,  Planejamento

Passagem de volta ao mundo vale a pena? Leia as regras, benefícios e desvantagens dessa viagem pelo mundo!

Comprar a passagem de volta ao mundo é a melhor forma de conhecer todos os países do mundo? Veja aqui como funciona essa passagem aérea e se realmente é um bom investimento.

Passagem volta ao mundo

Você já se imaginou viajando o mundo todo e conhecendo outras culturas e incontáveis países? Pois saiba que é possível conhecer todos os continentes com uma passagem de volta ao mundo, mas será que vale a pena investir nessa compra?

A Passagem de Volta ao Mundo (Round The World em inglês) oferece a oportunidade para que você adquira de uma vez várias passagens aéreas em diferentes localidades do mundo para uma longa viagem. É isso mesmo!

Dessa forma, aparentemente você tem um roteiro de viagem com a passagem volta ao mundo que vale a pena ser comprado com antecedência.

Essa compra do ticket RTW é um investimento financeiro, mas também é um investimento de tempo, saúde mental e disposição física, portanto, é importante fazer algumas análises antes de se jogar de cabeça nessa aventura.

Neste artigo, contaremos se realmente vale a pena comprar esse roteiro de viagem pelo mundo todo e tudo o que você precisa saber para comprar essa passagem.

O que é a passagem de volta ao mundo?

A passagem de volta ao mundo é uma compra de passagem aérea que vale para vários voos em diferentes aeroportos do planeta. O diferencial é que todos os voos são comprados de uma vez só.

A primeira regra que deve ser considerada é que o país no qual você começou a viagem será o seu destino final, ou seja, se a passagem tem a partida inicial no Brasil, após todo o roteiro mundial, o destino final será o Brasil.

Além disso, você precisa definir no momento da compra qual será o roteiro de viagem. Algumas empresas oferecem o roteiro para 3, 4 ou 5 continentes e você deve determinar quais serão os países visitados em cada continente.

Passagem volta ao mundo

Onde comprar a passagem de volta ao mundo RTW?

As principais empresas que oferecem o ticket Round The World são: Star Alliance, One World e Sky Team. A passagem de volta ao mundo vale a pena (RTW) quando adquirida pelo sites oficiais das empresas ou com agentes de turismo especializados nesses pacotes.

É preciso escolher bem a empresa ou agente de viagem, pois eles serão seu contato em caso de remarcações e outros imprevistos ao longo da viagem

A vantagem da passagem Round The World é que você pode solicitar algumas alterações no caminho escolhido, a depender do contrato e das taxas das companhias aéreas.

Contudo, apesar de parecer a melhor opção de viagem internacional, será que a passagem de volta ao mundo vale a pena (RTW)?

É preciso ter capital para investir na compra e uma reserva financeira para os imprevistos da viagem em diferentes territórios.

Além de ter de seguir algumas regras, como não poder voltar ao país anterior após cruzar determinado trecho ou concluir a viagem em até 1 ano.

O mais importante dessa viagem é o planejamento, por isso, as empresas disponibilizam as informações com rotas e milhas para que você se organize. Elas, inclusive, disponibilizam simuladores de roteiro de viagem para que você decida quais são os melhores trechos para a sua longa viagem.

Regras para conseguir utilizar a passagem RTW

Para você decidir se a passagem de volta ao mundo vale a pena (RTW), separamos as regras das principais empresas que oferecem o pacote para realizar essa longa viagem:

– A sua viagem começa e termina no mesmo local;

– Não é possível retornar para um país, você precisa seguir uma direção global predeterminada;

– Deslocamento terrestre entre os países pode contar como milhas utilizadas;

– A estadia pode ser de 3 dias a 1 ano;

– Você pode ter até 15 paradas;

– Limite de voos que podem ser utilizados (pode ser até 16 voos na Star Alliance);

– Você pode acumular milhas;

– A empresa aérea do primeiro trecho é responsável pelo roteiro de viagem inteiro.

As regras podem mudar entre as empresas, assim como pode variar as companhias aéreas parceiras em cada território. É importante definir o trajeto e ver qual das empresas têm mais voos para aquele território que você escolheu.

Por exemplo, a OneWorld tem acordo com 14 companhias aéreas e atende mais de 170 territórios, sendo uma ótima opção para o Oriente Médio, enquanto a Star Alliance tem mais de 20 companhias aéreas em seu pacote para diferentes países.

Principais benefícios do ticket volta ao mundo

Ao adquirir esse ticket, você também pode desfrutar de alguns benefícios importantes oferecidos por algumas empresas que vão facilitar o seu deslocamento entre os países, dentre eles:

  • Embarque preferencial;
  • Bagagem adicional;
  • Sala VIP e check-in preferencial no ticket da primeira classe;
  • Assento preferencial ou direito a reserva;
  • Você pode escolher viajar por distância;
  • Escolher entre voo direto ou escalas;

No entanto, os benefícios também dependem do quanto você está disposto a investir no pacote dessa longa viagem.

Já que, devem ser observadas as regras e os pesos das bagagens que serão permitidas, para que você não sofra com as taxas adicionais durante as paradas da viagem de volta ao mundo.

Aproveitar as vantagens da passagem de volta ao mundo vale a pena se você souber montar o roteiro ideal com os benefícios que mais farão a diferença para você.

Assim, reflita sobre os deslocamentos, estadia, alimentação, gastos extras, quantidade de bagagem necessária e tempo que deseja gastar em cada localidade antes de fechar o pacote com as empresas de companhias aéreas ou agências de turismo.

Quanto custa uma passagem de volta ao mundo RTW?

O custo de uma viagem de volta ao mundo varia de acordo com as conexões e países escolhidos e depende de outros fatores, como serviços inclusos no pacote e valor da moeda que será utilizada.

O valor da passagem é calculado em dólar e o custo final da passagem de volta ao mundo vale a pena se você se planejar com o melhor roteiro e se a compra for feita num dia em que o dólar esteja mais barato.

O ponto positivo é que a oferta de pacotes é feita para as classes econômica, executiva e primeira classe, desse modo, você pode economizar ao escolher uma classe aérea mais acessível.

Para saber se a passagem de volta ao mundo vale a pena, você precisa saber que o valor mínimo para a compra do ticket RTW é de US$2.500,00 para que uma pessoa possa visitar 3 países em 3 continentes diferentes. Assim, o valor da passagem de volta ao mundo pode ultrapassar facilmente US$10 mil.

O valor gasto na passagem pode ser utilizado em uma aplicação financeira rentável ou até mesmo ser investido em um bem de consumo durável, como um carro, que pode fazer toda diferença em sua rotina.

Conforme você altera o roteiro de viagem, o valor também sofrerá um reajuste. Portanto, o custo total de uma passagem de volta ao mundo vai depender do número de países visitados em cada continente, serviço adicional e do tipo de estadia que você está disposto a adquirir em cada trecho.

Adquirir passagem de volta ao mundo vale a pena (RTW)?

A verdade é que não vale a pena adquirir a passagem de volta ao mundo RTW, porque comprar individualmente as passagens é um investimento que economiza mais dinheiro.

A compra inicial já pode ter um custo altíssimo conforme você for adicionando trechos e serviços complementares.

Além disso, conhecer o mundo e todas as culturas é um sonho de todas as pessoas, mas é um trajeto que pode ser realizado com mais flexibilidade de tempo, não sendo realizado obrigatoriamente em um ano, como é a regra da RTW.

Até mesmo durante os trechos e paradas da viagem, as empresas determinam limite de tempo para utilizar a passagem RTW, assim, você terá que realizar rapidamente alguns trechos da viagem para cumprir o prazo das empresas que venderam a passagem de volta ao mundo.

Outro ponto relevante para essa longa viagem é o fato de que nem sempre o transporte aéreo é o deslocamento ideal em todos os países, às vezes, é mais fácil seguir por estradas ou pelo mar.

Assim, a passagem de volta ao mundo vale a pena para quem consegue escolher o melhor roteiro e cumpri-lo dentro das regras e no tempo das companhias aéreas.
Já está se preparando para alguma viagem? Leia como você pode resolver os problemas com os voos no artigo Cancelamentos, atrasos, overbooking e bagagens: como resolver seu problema?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*